Vídeo mostra assalto a idosa de 75 anos em igreja em Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Dois criminosos assaltaram uma senhora de 75 anos dentro de uma igreja em Ceilândia, quando ia entregar o dízimo. A mulher foi seguida depois de sacar a aposentadoria dela, no valor de R$ 2,6 mil, em uma agência bancária.

Um dos assaltantes chega a atirar, mas a arma falha. A senhora é agredida. O crime ocorreu no início deste mês, em Ceilândia, região do DF.
As imagens obtidas pela TV Globo mostram o momento em que a aposentada de 75 anos entra na secretaria da igreja, em Ceilândia Norte, por volta do meio-dia. Ela se preparava para entregar o dinheiro quando é surpreendida por dois criminosos, ambos menores de idade.
O jovem da secretaria entrega o envelope com o dinheiro doado pelos fiéis. Já a senhora se recusa em entregar a bolsa, que estava com R$ 2,6 mil – todo o dinheiro da aposentadoria dela. Há empurra-empurra e um dos assaltantes aponta a arma e atira, mas a arma dele falha.
A senhora é agredida, um dos homens a segura pelo pescoço, o outro chuta até conseguir a bolsa. Eles fogem e aposentada sai gritando.
Segunda polícia, o alvo dos criminosos não era a paróquia, mas a aposentada. As  investigações mostram que os assaltantes a seguiram desde que ela sacou o dinheiro. O crime é conhecido como saidinha de banco.
Gravações telefônicas autorizadas pela Justiça mostram como os criminosos tramaram o assalto.
Um dos assaltantes entra no banco e observa os clientes fazendo saques nos caixas eletrônicos. Ele observa que a aposentada retira muitas notas do equipamento e avisa, por telefone, o comparsa que está do lado de fora. Ele descreve a possível vítima e os dois seguem a senhora na rua.
“Eu vi uma senhora pegando ali, tipo, era de [nota] cem. Aí deu uma estalada na máquina brrrrrrr. De cem. Aí botou numa liguinha e passou para ela. Vamos?”, fala o criminoso, segundo as gravações.


“Vamos, uai! A mulher  de que cor, moço?  olhando aqui para cima”, responde o comparsa.

 de vestido, moço,  de vestido.  com a bolsa aqui ó. Aí ó, entrando na rua ali, ó”, fala o assaltante que escolheu a vítima.
Depois de três meses de investigação, a polícia prendeu quatro homens e apreendeu dois adolescentes de 17 anos. O grupo teria feito, só este ano, cerca de 20 assaltos. Com o a quadrilha foram apreendidos dois revólveres, uma faca e munição.
“Eles agiam com bastante violência, com arma apontada para as vítimas, ameaçando matá-las, tomando todos seus pertences”, afirma o delegado Mauro Leite Pereira.
A polícia explicou que, embora investigasse a quadrilha há três meses, não conseguiu evitar o assalto à senhora porque não sabia o local exato em que o grupo estava.
Informou o G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: