#Violência: De acordo com o GDF, Ceilândia teve queda no número de homicídios no primeiro quadrimestre

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Estudo divulgado hoje pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal aponta queda de 4% no número de homicídios nos quatro primeiros meses do ano. Entre os meses de janeiro e abril deste ano foram registrados 238 casos de mortes violentas no DF, contra 248 no mesmo período do ano passado.
“No primeiro quadrimestre, somente em Ceilândia – Região Administrativa mais populosa do DF – tivemos uma redução significativa no número de mortes violentas neste ano, quando foram cometidos 48 assassinatos, contra 53 em 2013, redução de praticamente 10%. Se tratando da maior cidade do DF, e com uma série de problemas sociais, a queda no número de homicídios na região é uma conquista”, enfatizou o chefe da pasta Coronel Paulo Roberto Oliveira.

Ainda de acordo com o estudo, as cidades de Planaltina e Samambaia, que historicamente ocupam as primeiras posições no ranking das cidades com maior incidência de homicídios, também apresentaram resultados satisfatórios no acumulado dos meses: Em Planaltina foram registrados 31 casos em 2013, contra 30 neste ano, redução de 3%; já em Samambaia foram 24 ocorrências em 2013 e outras 24 em 2014.
“O trabalho integrado das forças de segurança tem alcançado resultados bastante positivos nos índices de criminalidade no DF. Para nós, a preservação de cada uma dessas vidas é motivo de orgulho e comemoração, razão pela qual devemos manter e ampliar cada vez mais esse trabalho integrador e colaborativo”, explicou Paulo Roberto.
BALANÇO
Entre 1°de janeiro e 31 de dezembro, ocorreram 692 mortes violentas em todo o Distrito Federal, contra 792 em 2012.
As tentativas de homicídio seguiram a mesma tendência de queda e fecharam o ano passado com 1.151 ocorrências, contra 1.233 – queda de 6,7%.
O DF fechou o ano passado com queda de 39,5% nos casos de latrocínio (roubo seguido de morte), quando foram registrados 26 casos contra 43 em 2012.
Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: